quinta-feira, 5 de abril de 2012

Uma verdade sobre a Páscoa

O verdadeiro sentido da Páscoa Cristã

Para muitos, sinônimo de ovos de chocolate. Mas, será este o verdadeiro significado dessa lesta tão importante para nós, cristãos?

Apesar de terem sido inseridos pela igreja romana. os ovos de chocolate nada tem a ver com a Páscoa cristã. Nas culturas pagãs eles simbolizam fertilidade, dádiva e oferenda. No Oriente, ensina-se que Brahma, uma divindade hindu, foi gestado no "ovo do mundo". Os egípcios chamavam de "ovo do mundo" o poder criador que saía da boca da divindade Nkef. Na Babilônia também se tinha o ovo como símbolo do lar de uma divindade. Segundo a lenda, a deusa do amor e da beleza, Istar, teria nascido de um ovo caído do céu no rio Eufrates. No Egito, eles eram dependurados nos templos e até hoje podem ser vistos suspensos nas mesquitas maometanas.

Por terem a conotação de vida, eles foram adotados pela Igreja Católica como símbolo da ressurreição de Cristo. Mas, o verdadeiro símbolo da Páscoa é o Cordeiro Santo de Deus, que tira o pecado do mundo.

A ORIGEM DA PÁSCOA

Conta-nos os historiadores que a origem mais remota dessa festa que comemora a ressurreição de Cristo está nos festivais pagãos da Páscoa florida. Há milhares de anos, os pastores do Hemisfério Norte festejavam a chegada da primavera, pois findava-se o frio rigoroso do inverno. No entanto, tempos depois, por pura coincidência tal data ganhou um sentido especial para os hebreus, que viviam há mais de quatrocentos anos como escravos e prisioneiros do Egito. Deus havia prometido que os libertaria desse cativeiro. Ele levantou Moisés para liderar a saída do povo de Israel do domínio egípcio.
Como faraó não queria que o povo partisse, Deus enviou pragas sobre a nação. Ao ver os estragos e os problemas causados pelas pragas, Faraó concordava em deixar o povo ir, mas em seguida, voltava atrás ao ver a praga sustada. Desse modo, Deus enviou a décima e última praga sobre os egípcios, na qual todos os primogênitos daquela terra morreriam quando o anjo da morte passasse em todo o país.

Para que os primogênitos dos israelitas não morressem também, Deus ordenou ao povo de Israel que passasse o sangue de um cordeiro ou cabrito na "erga da porta e em ambas as ombreiras. O termo Páscoa, do hebreu pesah, significa pular além da marca", passar por cima" ou 'poupar". Assim, Deus poupou os primogênitos do seu povo.

Em Êxodo, capitulo 12, a Bíblia descreve a comemoração da primeira Páscoa: "Falai a toda a congregação de israel dizendo: Aos dez deste mês, tome cada homem um cordeiro para a sua família... O cordeiro ou cabrito será sem defeito, um macho de um ano... Tomarão do sangue e o porão em ambas as ombreiras, e na verga da porta, nas casas em que o comerem... ESTA É A PÁSCOA DO SENHOR. Naquela noite passarei pela terra do Egito, e ferirei todos os primogênitos na terra do Egito, desde os homens até os animais; e sobre todos os deuses do Egito executarei juízo. Eu sou o Senhor. O sangue vos será por sinal nas casas em que estiverdes; vendo o sangue, passarei por cima de vós, e não haverá entre vós praga destruidora, quando eu ferir a terra do Egito. Este dia vos será por memorial, e celebrá-lo-eis por festa ao Senhor; nas vossas gerações o celebrareis por estatuto perpétuo."

Após essa última praga, Faraó permitiu que o povo de Israel saísse do Egito e, em comemoração ao êxodo dos israelitas, Deus instituiu a Páscoa como festa ao Senhor. Desde então, o povo de Israel passou a comemorar na primavera a Páscoa do Senhor, conforme as instruções divinas, dentre as quais a mais importante era recontar a história de como seus ancestrais experimentaram o êxodo milagroso da terra do Egito e sua libertação da escra-vidão.

Ao celebrarmos a Páscoa, Deus espera que nós, cristãos, nos lembre-mos do livramento que o sangue do Cordeiro nos deu, ao nos libertar da servidão das trevas e nos transportar para a Sua maravilhosa luz. Além disso, é de suma importância que divulguemos à nossa família e amigos o verdadeiro significado da Páscoa cristã.

A PÁSCOA E JESUS CRISTO

Cristo observou a Páscoa e a celebrou junto com seus discípulos: "Porque eu (Paulo) recebi do Senhor o que também vos ensinei: que o Senhor Jesus, na noite em que foi traído, tomou o pão, e, tendo dado graças, o partiu e disse: 'Tomai, comei, isto é o meu corpo que é partido por vós; fazei isto em memória de mim.' Semelhantemente também, depois de cear, tomou o cálice, dizendo: 'Este cálice é a Nova Aliança no meu sangue; fazei isto, todas as vezes que beberdes, em memória de mim.' Porque todas as vezes que comerdes este pão e beberdes este cálice, anunciou a morte do Senhor até que ele venha." (1 Co li .23-26).

Ele a celebrou com seus discípulos e instituiu a primeira Santa Ceia, mostrando-nos que a comemoração da nossa Páscoa não seria mais com carne de ovelha ou cabrito. e sim com o pão e o vinho, simbolizando a carne e sangue de Cristo, o Cordeiro Santo de Deus, que tirou definitivamente os pecados da humanidade.

Observando o sentido da páscoa e o propósito da vinda de Jesus, podemos fazer várias analogias:

* O âmago do evento da Páscoa era a graça salvadora de Deus, que tirou os israe-litas do Egito, não por merecimento, mas porque Ele os amou e era fiel ao seu con-certo. Semelhantemente, a salvação que recebemos de Cristo nos vem através da maravilhosa graça de Deus;
* O sangue posto nas vergas das porta objetivava salvar os primogênitos do povo de Israel da morte. Esse ato prenuncia o derramamento do sangue de Cristo na cruz a fim de nos salvar da morte e da ira de Deus contra o pecado;
* Alimentar-se do cordeiro representava a identificação dos judeus com a morte do cordeiro, que os salvou da morte física. Do mesmo modo, comemoramos a Santa Ceia para relembrar-nos do sacrifício de Jesus em substituição da nossa morte, salvando-nos assim da morte espiritual.
* O cordeiro deveria ser comido junto com pães asmos. Como na Bíblia o fermento é símbolo do pecado e da corrupção, os pães asmos representavam a separação entre os israelitas redimidos e o Egito. De igual modo, o povo redimido por Deus é chamado para separar-se do mundo pecaminoso e dedicar-se apenas a Ele.
* A aspersão do sangue nos umbrais das portas era efetuada com fé obediente, que resultou em redenção mediante o sangue. A salvação pelo sangue de Cristo se obtém somente através da obediência da fé.


Texto retirado do site:
ednaalvesmissoes.blogspot.com

 
É assim que desejo a todas as pessoas que eu amo uma feliz páscoa, relembrando o verdadeiro sentido desse dia tão especial na vida de cada um de nós
Sou uma pessoa feliz pois sou salva pelo sangue de Jesus que foi derramado na cruz por mim e pelos meus pecados e tenho a certeza de que uma dia lá no céu vou encontrar-me com Jesuz
"Aleluia, aleluia, aleluia..."
 

Um comentário:

  1. Mensagem linda :)

    Obrigada Drika :D

    Beijinhos e uma santa Páscoa *

    ResponderExcluir

Adorei sua visita!!!

Adorei sua visita!!!
Vote sempre!

Visite meu Blog Graficos Encantados

Visite meu Blog Graficos Encantados
Click na figura e veja que belos gráficos tenho para compartilhar

Drikas music